Últimas Notícias

EXERCITAR OS MÚSCULOS FAVORECE A SAÚDE A LONGO PRAZO

10 de Julho de 2019

O último censo do IBGE, divulgado no ano passado, aponta que a expectativa de vida do brasileiro é de 72 anos e cinco meses e da brasileira, de 79 anos e quatro meses. Para se ter ideia de como a expectativa de vida aumentou, há muitos mil anos, pessoas com 20 anos eram consideradas idosas e, nos anos 1900, 40 anos era sinônimo de idade avançada.

O envelhecimento da população, proporcionado pelos avanços em todas as áreas da sociedade, faz surgir novas formas de atender e promover o bem-estar nessa fase da vida. Uma das especialidades médicas que se destaca nesse tema é a geriatria.

Flávia Brandão Miranda, médica geriatra da Unimed Teresina, explica que a geriatria nasceu nos meados do século XX. “Uma médica inglesa, na década de 30, teve a iniciativa de reabilitar idosos em um asilo, onde estavam abandonados, e ela conseguiu recuperar muitos pacientes. Com o avanço dos anos, houve uma pressão muito forte com relação à necessidade de se prevenir doenças. E a geriatria foi acompanhando esse processo”, resume.

A geriatria atua em diferentes níveis de atenção à saúde: prevenção, ações curativas (observando as queixas dos pacientes) e reabilitação, com equipe multidisciplinar (como fonoaudiologia e fisioterapia). “A geriatria poderia ser a base da assistência à saúde e então, quando necessário, complementaríamos a assistência com as outras especialidades”, sugere a médica.

Fortalecimento da musculatura favorece o desempenho das funções rotineiras a longo prazo. Foto: Ascom/Unimed Teresina

Flávia chama atenção para atitudes de prevenção de doenças, que devem iniciar muito antes dos 50 anos. “O envelhecimento é muito heterogêneo: depende de pessoa para pessoa, de uma junção de fatores. Mas, de qualquer forma, durante o envelhecimento, você colhe os frutos do que foi plantado durante a vida”.

A especialista exemplifica com um fenômeno muito natural, que é a perda de massa muscular ao longo dos anos do ser humano. “Esse é o gatilho para todo o processo de dependência, de incapacidade, com impacto nas funções da pessoa no dia a dia. Então, fortalecer a musculatura com exercícios físicos é uma forma de favorecer a saúde e ter um envelhecimento saudável”, recomenda.

TI Unimed Teresina